31.8.09

com licença,

vou retirar-me. amanhã beberei um café com o meu Mestre :)

strange beautiful grass of green


sempre que ouço a 3rd Stone from the Sun do Hendrix (o que é bastantes vezes), lembro-me do The Dreamers, isto porque é também a música de abertura do filme. apesar de só ter visto uma vez, posso já dizer que é dos meus favoritos. filme e música são verdadeiras obras-primas :)

ando a cantarolar isto desde que acordei (e porra, que mexe mesmo comigo)

I got no time for sad songs, baby
don't need you to say I'm crazy
stick your tongue and you look at me
and I will bite it off you see
push you down onto your knees
do you laugh away the sleaze

you're not the only girl in town
but you're the only one that's got me down
psychic hearts go out to you
a psychic heart go right to you

my prayer to you
is that you do all the things you set out to do
live your life the way you love
but will you remember one thing for me
I will always love you
I will always love you



Psychic Hearts - Thurston Moore

30.8.09

(re)ver-te foi complicado, quando achava que tinha os meus sentimentos equilibrados, as recordações resolvidas. mas não. porque raio é que não me entregaste o cd e o filme e te foste embora de seguida? aquele cd do Hendrix.. dançámo-lo no centro da sala (até espetei um bocadinho de madeira no pé, lembras-te?) e no sofá, depois fizemos amor e rimos muito. e o American History X, tu não conhecias e vimo-lo juntos, adoraste. recordar isso tudo não foi suficiente, ficamos a conversar como se de velhos amigos nos tratássemos, provando que conseguimos separar as coisas e ter um diálogo suficientemente fluido para ter uma relação além daquela que acabou. correu bem sim, foi natural. mas quando te foste embora, deste-me o apertado abraço de "vou para o estrangeiro e é provável nunca mais nos vermos, apesar da vida ser feita de encontros e desencontros". merda merda merda, porque me abraçaste? depois passei por muitos dos nossos sítios, onde passámos tantos mas tantos bons momentos.. morri por dentro, faltou-me o ar e deixei de sentir o coração a bater. sei que "amanhã" me vou equilibrar de novo e saber que isto é o que é. simplesmente pensei que já tinha ultrapassado algumas coisas. se calhar sempre que te vir será assim, mas tenho tanto amor para dar que ele não se pode prender só a ti..

noites ritual, dia 2

Os Pontos Negros: ia já com a ideia pré-definida de que não ia gostar. Não adorei o concerto, mas até houveram momentos bastante vibrantes.
De Blind Zero nunca gostei por aí além, apenas uma ou outra. Então agora com a viragem electrónica do último álbum, nem se fala. Delirei porque antes deles entrarem no palco estava a dar a Blue Velvet, sou louca por essa música! Atiraram-se também à Where is my mind? dos Pixies.. É sempre estranho ouvirmos uma música que gostamos muito ser tocada e cantada por outras pessoas.
Mão Morta. Deles nem se fala. provavelmente são a minha banda predilecta a nível nacional e vê-los/ouvi-los é sempre um privilégio. Gostei mais no tsb, com quase 3h de concerto, mas ainda assim foi bastante bom. Apreciei profundamente as palavras cortantes de Adolfo Luxúria contra a privatização do palácio de cristal, que implica a destruição de árvores e do lago. É um assunto que me revolta a mim também (estou pronta para qualquer acção de protesto) e foi muito pertinente e nobre ele tê-lo abordado.

No palco secundário houve um projecto que gostei: Andrew Thorn. A voz do vocalista era singular e a nível instrumental também gostei, tive aquela sensação de estar a ouvir algo de novo.

29.8.09

noites ritual, dia 1

Foge Foge Bandido é sempre amor. Foi a terceira vez que vi, gostei mais no tsb, mais intimista. Mas um letrista como o Manel Cruz enche-nos sempre o coração e as ideias.
De Dead Combo conhecia pouco, mas gostei muito. Pelo facto de ser apenas instrumental, dá azo à nossa imaginação. Por isso dei por mim a imaginar cenários possíveis onde aqueles sons encaixassem. Pensei em filmes de Tarantino e tangos eheh.
Deolinda é fado de mão na anca! Tão giras as histórias introdutórias que a Ana Bacalhau nos narrava! Só não achei piada repetirem os "hits" no encore, simplesmente tinham deixado para o fim. Saí de lá feliz, valeu a pena. estava também uma noite agradável, muita gente conhecida.. Muito bom :) Siga hoje novamente!

28.8.09

só porque me apeteceu

- Nome? Rita
- És homem ou mulher? Mulher
- Furos nas orelhas? Um em cada orelha
- Piercings? Não
- Tatuagens? Não
- Nacionalidade? Portuguesa
- Signo? Gemeos
- Filhos? Concerteza
- Peixe ou carne? Carne
- Comida favorita? Esparguete com queijo
- Sobremesa favorita? Sorvete de limão
- Gelado favorito? Limão, morango, framboesa, etc etc
- Bebida alcoólica favorita? Absinto
- Bebi não alcoólica favorita? Cola
- Dia favorito do ano? Aquele em que for mais feliz
- Feriado favorito? Todos
- Dia da semana favorito? Sexta
- Inverno ou Verão? Verão
- Beijo ou Abraço? Abraço
- Pepsi ou Coca-cola? Cola
- Mac Donald's ou Pizza Hut? Mac Donald's
- Café ou Capuccino? Capuccino
- Manhãs ou Noites? Noites
- Fuma? Sim
- Palavrões? Q.b.
- Perfume? Madame, de Gaultier (ainda que não tenha dinheiro para o comprar)
- Lado da cama? Não sou esquisita
- Canta? Muito, mas mal
- Cor favorita? Amarelo
- Filme favorito? Taxi Driver
- Praia ou montanha? As duas
- Livro favorito? Todos da Agatha Christie
- Que livro está a ler? Nenhum, de momento
- Um lugar? Avenida dos Aliados
- Uma música? Jimi Hendrix - Spanish castle magic
- Uma frase? Sou de qualquer lugar
- Tema de conversa que detesta? Tempo (ahahah)
- Restaurante de fast-food favorito? Mac
- Uma viagem? Pela Europa
- Lugar mais longe onde esteve? Algures em Espanha
- É uma pessoa quente ou fria? Tem dias
- Ser feliz é? Acreditar que nada é impossível
- Medo? Já tive mais, de muitas coisas ("acabamos a gostar do medo")
- Toma banho todos os dias? Sim
- O que menos gostas em ti? Os ataques de nervosismo/ansiedade
- O que mudavas em ti? Não sei, mas vou mudando
- Não sais de casa sem.. Telemóvel (é mau, bem sei)
- Tens um amuleto? Não
- A tua mala é.. Pouco feminina, levo apenas o essencial
- Músicas calmas ou mexidas? Mexidas
- Frio ou quente? Frio aconchegante e quente de Primavera
- Tens paciência para as pessoas mais velhas? Cada vez mais
- Costumas sentir raiva com frequência? Não
- És pessoa de um só lugar? Definitivamente, não
- Reflectes o teu dia-a-dia? Pouco, tenho o coração a saltar do peito
- És crente? Não
- Rezas? Não
- Peça de roupa favorita? T-shirt
- És um(a) consumidor(a) compulsivo(a)? Só de bolachas
- Tens um grande grupo de amigos? Não
- Gostas de ti? Tem dias
- O que mais gostas em ti? Frontalidade
- Dás-te bem com os teus pais? Depende do meu humor, infelizmente
- Gostas de tempestades? Na vida, sim. Ás vezes há boas reviravoltas
- Gostas de chuva? Sim
- Gostas de trovoada? Sim
- Desporto? Pouco
- Hobbies? Fotografia, escrita, leitura, música, cinema
- Fobias? Alturas e cobras
- Disciplina favorita na escola? Fotografia
- No último mês bebeu álcool? Oh yeah!
- No último mês fumou? Sim
- No último mês consumiu drogas? Não
- No último mês fez compras? Sim
- No último mês comeu um pacote inteiro de bolachas? Muitos
- No último mês comeu sushi? Não gosto
- No último mês fez biscoitos ou bolos? Não
- No último mês comeu num restaurante? Sim
- No último mês pintou ou cortou o cabelo? Não
- No último mês roubou? Não
- Saltava de bungee-jump? Sim
- Consideraste uma pessoa radical? Diria antes aventureira
- Melhor sentimento do mundo? Amor, em todas as formas possíveis
- Um lugar onde nunca esteve e gostava de ir? Paris
- Quando foi a última vez que chorou? Há cerca de um mês
- Porquê? O dito "Amor"
- O que tem nos bolsos? Não tenho bolsos
- Gosta da sua letra? Sim
- É uma pessoa arrumada? Podia ser mais
- Se fosse outra pessoa, serias teu amigo(a)? Penso que sim
- Desamarra os sapatos antes de tirá-los? Sim
- Acredita que é uma pessoa forte? Sim
- Objectivo de vida? Ter oportunidade de viver o que me der na gana
- De quem sente saudades? Dele
- Há alguma coisa que se arrependa de ter feito? Diria que foi apenas uma. Mas olhando hoje para trás..Nada
- Gosta de pão com quê? Queijo derretido
- Que roupa está a usar? Pijama
- O que tem calçado? Chinelos
- O que é que está a ouvir? O peixeiro a apitar na rua (lol é LINDO!!)
- Quem foi a última pessoa com quem falou ao telefone? Madrinha
- Qual é a frase que mais usa no msn? Não faço ideia, mas como é raro me repetir, deve ser "boa noite", quando vou embora
- Já ficou bêbada? Algumas vezes
- Dia perfeito? Eu, a pessoa amada e as minhas máquinas fotográficas, por aí sem destino
- Tem alguma coisa na parede do seu quarto? Um quadro e um calendário
- Já teve algum acidente? Não
- Quanto tempo deixa tocar o telefone antes de atender? No mínimo 3 vezes. Mas depende da música que tenho como toque, às vezes a chamada chega a ir abaixo (ahaha)
- Qual é o primeiro pensamento que tem quando acorda? Restos de sonhos que tive durante a noite
- Como quer morrer? No final de uma bela noite de amor
- Quando? Quando tiver que ser
- Há alguém que não suporte? Não
- Sente-se sozinho(a)? Muito raramente
- Qual a coisa material a que dá menos importância? Ao que não comprei
- Não passas um dia sem.. Utilizar a internet
- Apaixonas-te facilmente? Sim
- Sentes saudades todos os dia? Sim
- O que costuma fazer quando está aborrecida? É raro, há sempre alguma coisa para ver ou fazer
- Daqui a dez anos imagina-se... Num qualquer país, já a pensar qual será o próximo

o ritual está de volta ao palácio


hoje e amanhã, há bailarico e alegria em sintonia! para quem vai, vemo-nos lá :)

27.8.09

inglorious basterds


tenho que ver nesta ou na próxima semana, estou mesmo entusiasmada com o filme! e convenhamos: ver no cinema é sempre diferente :)

26.8.09

you are now leaving fear and loathing


fear and loathing in las vegas. já me tinham falado no filme há muuuuito tempo e só agora me decidi a vê-lo (a lista de filmes para ver é tão grande que a indecisão é muita). é genial, é uma autêntica trip! os ambientes coloridos e em constante transformação deixaram-me em completo delírio. genial também o Johnny Depp, não deve ter sido fácil estar sempre fora de si ahah. as músicas, as cores, as trips, os 60's.
há umas semanas vi o vicky cristina barcelona e gostei muito, os diálogos funcionam mesmo muito bem e as personagens estão trabalhadas de uma forma muito interessante. foi um filme que me fez repensar o conceito de "amor". há partes muito divertidas também.

25.8.09

porto, je t'aime










E é sempre a primeira vez
em cada regresso a casa
rever-te nessa altivez
de milhafre ferido na asa


.

24.8.09

eles vêm cá ao Porto!


2fevereiro - coliseu: here i go! já sei para onde vai o dinheiro do Natal ahah :D

23.8.09


tenho saudades tuas. da tua companhia, dos teus conselhos (sempre reconfortantes, por muito que custasse ouvir). das nossas conversas na relva, perdidas pelo álcool, dos olhares que diziam tudo. da cumplicidade que foi lá estarmos pelo segundo ano consecutivo, do teu penteado tipo "repolho" que me deixava louca ahahah. de nada, de tudo e de mais alguma coisa. mas se tudo correr bem, em Setembro estaremos juntas (e felizes) aí na Costa da Caparica eheh.

22.8.09

21.8.09


peace, blues, sex, drugs. a lady livin' on the edge.

20.8.09

lua nova

pois é, faz hoje precisamente um mês. um mês que tivemos aquela conversa, que demos o nosso último beijo. é engraçado, pensei que ia andar na merda imenso tempo, mas não. e tudo isso se deve ao facto de me teres ensinado a viver. podes nem ter percebido na altura, mas senti cá dentro grandes modificações. pode-se dizer que entrei em obras. nunca senti tanta falta de alguém como sinto de ti, não há como negar. sei também que parece que irá haver sempre algo dentro de mim que te pertence. no entanto, não estou triste. encaro o nosso passado como uma experiência muito boa na minha vida, só consigo olhar para trás com carinho e só quero aproveitar a vida como se ela me estivesse a escorrer entre os dedos (e está mesmo, não tinha era a noção disso). este último ano foi provavelmente um dos melhores da minha vida e vou fazer para que continue a ser assim. obrigada, meu amor. até sempre.

18.8.09


i promise i will drown myself in mystic heated wine.


Maria Elena: You're still searching for me in every woman.
Juan Antonio: That is not true, Maria Elena. I was in Oviedo some weeks ago with a woman who was the antithesis of you. An American, and something beautiful happened with her. So you're mistaken.
Maria Elena: You'll always seek to duplicate what we had. You know it.
fui buscar isto a um blog (http://yellowsockspower.blogspot.com/), acho piada a estas coisas lol.

1 - Pôr o Windows Media Player no modo aleatório.
2 - Carregar "seguinte" para cada pergunta.
3 - Usar o título da música como resposta a cada pergunta, mesmo que não faça sentido e sem fazer batota!
4 - Fazer comentários às perguntas/respostas.



1- Como te sentes hoje? The Outsider - A perfect circle. Porque não? :)

2 - Vais ser alguém na vida? On a sunny day - Acid. Se for alguém feliz como esta música, está perfect!

3 - Como os teus amigos te vêem? I bet you look good on the dancefloor - Arctic Monkeys. Oh yeaaaaaaah!

4 - Vais casar? Creedence Clearwater Revival - Bad moon rising. AHAHAH só em lua cheia? Com um lobisomem?

5 - Qual é a música do teu melhor amigo? The Beatles - A hard day's night. Hmmm até encaixa muahahah.

6 - Qual é a história da tua vida? Rui Veloso - Máquina Zero. MEDO

7 - Como é que foi a escola secundária? Ena pá 2000 - Rita vomita. BINGOOOOO :|

8 - Como é que podes ir adiante na vida? Technotronic - Get Up (before the night is over). Nem soa mal.. Mas tenho que dançar hits rasca dos 80's?

9 - Qual é a melhor coisa nos teus amigos? Roxy Music - More than this. Desculpem, ahahah.

10 - O que é está "in" esta semana? Deep Purple - Smoke on the water. Apetecível..

11 - Como é a tua vida? Janis Joplin - One night stand. Que bitch que eu sou muahahah!

12 - Que música vai tocar no teu funeral? Massive Attack - Teardrop. É bonitinha, mas já tinha decidido que era Queens of the Stone Age - A Song for the Deaf, lol.

13 - Como é que o mundo te vê? Pink Floyd - Echoes. Quem me dera, a música é uma verdadeira obra-prima ihihih.

14 - Vais ter uma vida feliz? Miles Davis - Rated X. É psicadélica, parece-me bastante bem até..

15 - O que é que os teus amigos REALMENTE pensam sobre ti? Xutos - Contentores. NÃAAAAAAAAO, misericórdia!!

16 - As pessoas têm inveja de ti? The Doors - The celebration of the lizard. Até gostava que esta significasse alguma coisa eheh.

17 - Como te podes fazer feliz? Twisted Sister - Burn in hell. Lady evil, I am! Muahahah.

18 - Com que música farias um striptease? Fatboy Slim - Praise you. Ia-se tornar um bocadinho repetitivo, não? (a)

19 - Se um homem numa carrinha te oferecesse um doce, o que farias? A-HA - Take on me. U-lá-lá!!

20 - O que é a tua mãe pensa de ti? Kings of Convenience - Winning a battle, losing the war. É capaz de ter alguma razão..

21 - Qual é o teu segredo mais escuro e profundo? The Kills - Kissy kissy. Já não é segredo :( lol

22 - Qual é a música do teu inimigo mortal? U.K. Subs - Endangered species. Subiu na minha consideração, quem quer que seja..

23 - Como é a tua personalidade? Animal Collective - Grass. AHAHAHAH

24 - Que música vai tocar no dia do teu casamento? Requiem for a dream. Acho que ficaria lavada em lágrimas, nesse caso. Talvez desistisse, não me iria recompor :D

25 – Que música vai tocar na tua lua de mel? AC/DC - You shook me all night long. 24h party couple ahahah.

26 - O que os desconhecidos acham de ti? Garbage - Crush. Sou uma quebra-corações muahahah

17.8.09






palavras? é pouco, é sempre pouco.
não tenho memória de alguma vez me ter sentido assim. estava pouca gente na praia e ninguém no mar. uma manhã ligeiramente desagradável. tu, mar cinza com tons esverdeados, convidaste-me a fazer amor. assim, entrei lentamente, para depois mergulhar sem hesitar. cada mergulho, uma purificação de alma, um bailado russo. suspensa no teu abraço de gelar ossos, rodei sobre o meu corpo vezes sem conta: a perfeita simbiose, grito de liberdade. flutuei, respirando lenta e profundamente, os braços a deslizar como o Für Elise. da profundidade, chegavam-me aos ouvidos as areias revoltas. revoltas em sinfonia, como os meus pensamentos. areias revoltas de um tempo sem tempos.



la mer . mon coeur . chanson d'amour

16.8.09

nada me move, nada me preenche
parto em busca de coisa nenhuma
mergulho em pensamentos e hipóteses
quanto mais tempo passa, mais à deriva estou.

15.8.09

celebração


40º aniversário de Woodstock. como gostava que momentos como aqueles fossem possíveis, aqui e agora..

14.8.09

drums love

pedal duplo + crash = perfeito para descarregar a fúria. é nestas coisas que nasce uma pequena dependência. 2 anos de amor caliente ahah :)

13.8.09

robert mapplethorpe





já conhecia algum do seu trabalho, nomeadamente o livro de polaroids. no entanto, fui explorar mais e fiquei a gostar mais ainda. pena ter morrido tão cedo (como de resto, muitos dos artistas mais marcantes).

12.8.09

suspiro


posso dizer que esta era a nossa música, ainda que sem certezas (se não era esta, era uma daquelas que inventaste especialmente para mim).. foste verdadeiramente o meu Leonard Cohen.

11.8.09


- Don't you hate that?
- What?
- Uncomfortable silences. Why do we feel it's necessary to yak about bullshit in order to be comfortable?
- I don't know.
- That's when you know you found somebody special. When you can just shit the fuck up for a minute, and comfortably share silence.
Hendrix is my sex.

9.8.09

woodstock 69'



não tenho palavras que cheguem, é de facto um evento que mexe muito comigo. desejo imenso viver o que se viveu naquele tempo, naquele recinto. se tivesse uma máquina do tempo, sei que a usava para isso. então agora que comprei o(s) dvd(s) comemorativo do aniversário dos 40 anos, tenho andado com um espírito mesmo bom ahah. é estranho, aquelas imagens transmitem-me mesmo muito.

começou a dar hoje no rádio do carro um concerto ao vivo dela e fiquei tipo histérica :)

8.8.09

talkin' to me?


parece não haver volta a dar, é o meu filme favorito. deu-me tanta vontade de o rever :)

7.8.09

são coisinhas como esta que me transportam para local indeterminado...
entraste sem bater à porta e saiste pela janela, sem dizer adeus. estranha esta nossa coisa, sem início...e sem fim. até porque tu já disseste várias vezes que a vida é feita de encontros e desencontros.. espero encontrar-te num café em Paris, a fumar o teu cigarro pós-almoço. logo nos sentaremos de pernas cruzadas, mesmo no centro da torre eifel, a olhar para o alto. depois, iremos ao cinema ver o Roma de Felini e daremos as mãos, sem necessidade de palavras. dançaremos junto a uma fonte, a chuva irá cair e ali faremos amor, como ontem, hoje e sempre que nos encontremos.

6.8.09

Feira Medieval 09'

água na boca

este senhor impressionou-me,esteve horas naquela posição

comes e bebes reais

bailarico

cavaleiro

esterco cavalar

fonte de iluminação

a arte

povo, muito povo

o brinde da praxe

copos medievais

directrizes convidativas

assalto ao arraial

cuspidores de fogo

queima!


Santa Maria da Feira.

4.8.09

PdC 09'

Não assisti a tudo, mas do que assisti decidi fazer pequenos comentários, para mais tarde recordar..

dia 1:
Sean Riley and the Slowriders foi muito giro, fófinho até. Só conhecia os "hits", foi agradável conhecer melhor o projecto. The Strange Boys é instrumentalmente interessante, arrojado até. Mas fez-me alguma confusão que o vocalista cantasse por onomatopeias.. Se calhar marcou a diferença, estava todo quilhado o homem. Teve piada, no meio do quilhamento, parecia estar a seduzir alguém do lado direito da plateia! Patrick Wolf causou impressão pelas roupas que vestiu, eu não conseguia deixar de fixar os olhos dele. Transmitia mesmo muita coisa, intenso; em termos musicais, passou-me um pouco ao lado. Até tive um blackout a meio do concerto, vim comer pizza lol.

dia 2:
The Horrors não gostei nada. Curiosamente, até tinha curtido o último álbum deles, mas ao vivo nem por isso. Quase adormecia sentada na relva. Supergrass foi porreiro, tirando o facto de haver gente a fazer wall of death lool não percebi porquê. Franz Ferdinand foi o desatino, parecíamos todos uma massa compacta aos saltos ahah. Tocaram os hits quase todos no início, o que foi bom para aquecer o povo, mas por outro lado podiam ter distribuido melhor. Não gostei do final electrónico e quase me dava o piripaque, sem saliva na boca ahah. Uma banda ideal para actuar ao vivo e levar as pessoas à loucura!

dia 3:
Mundo Cão é uma banda qua admiro muito, ainda para mais tendo em conta o panorama musical nacional. Tem uma sonoridade que me cativa, sem falar nas (mais uma vez) brilhantes letras de Adolfo Luxúria Canibal. Blood Red Shoes não me entusiasmou particularmente, mas reconheço que com apenas dois instrumentos, são competentes. Peaches foi sexo. A mulher não pára, é grande performer. E deste o primeiro álbum que me apaixonei pela sua sonoridade electroclash tão particular. Fiquei triste de não ter tocado algumas que eu gosto, mas foi um bom concerto, com direito a crowd surfing no público. É a maior! Nine Inch Nails: é uma das minhas bandas top. Pensei que ia ir à loucura, mas não. Tocaram pouco do With Teeth e do Year Zero, os meus álbuns predilectos. E nem tocaram a Closer, enfim. Mas NIN é NIN.
Cheguei a 5 min do final de Kap Bambino e arrependi-me, aquilo é que foi dançar como se não houvesse amanhã. Não gostei de Punks Jump Up, por isso fui dormir.

dia 4:
Foge Foge Bandido é sempre amor. Já tinha visto no Sá da Bandeira e até ia com as expectativas baixas, achei que o projecto não resultaria bem ao ar livre e num recinto tão grande. Não foi tão bom como no teatro, mas até funcionou bem. Pena os gritinhos de fãs, não parece ser nada o género dele... Howling Bells foi mais do mesmo, estava ali por estar. Já se ouve muito daquilo. Jarvis Cocker é um senhor, tinha um álbum ao vivo dele mas ainda não me tinha dado ao trabalho de ouvir com atenção. Resultado: genial! As danças, as letras, o sotaque e piadas very british. Gostei mesmo muito, dos meus favoritos de todo o festival. The Hives foi a morte para o mundo. Tirando o excesso de confiança do Sr. Casablancas, nada a apontar. Agarraram-nos a todos pelos cabelos e arrastaram-nos alegremente até ao final do concerto. Nunca moshei tanto nem nunca tive tantas pisaduras num espaço tão curto de tempo ahah. Fiquei com a boca seca de tanto cantar e os pulmões quase a rebentar. No fim da Tick Tick Boom voei para o wc, depois fiquei a ver o resto muito sossegadinha na relva :P. Foi muito go crazy, go crazy!
Nuno Lopes ouvi na tenda e apeteceu-me saltar fora dela para ir bailar; no entanto, o meu corpo não obedeceu ahahah.

Gostei ainda mais do que no ano passado :)
run pig run.

3.8.09

por João Cruz

música que preenche uma vida.
sempre a pensar, sempre a pensar...
mexeu comigo desde o primeiro dia em que estive com ele. estivemos muito tempo sem nos ver e até um pouco chateados,de alguma forma. até que de repente voltou o interesse, até fascínio. ele é uma pessoa singular em toda a sua plenitude, mas descobri que pode ser porco também. acreditava que o sexo resolvia muita coisa, mas às vezes até complica. porque me confundiu..achei que tinhas desvanecido de dentro de mim e deixei-me levar por ele, por aquilo que estava aqui dentro adormecido. a partir daí, fiquei a esperar mais e isso fez-me mal, porque ele não estava nem aí. usou o meu corpo e a minha minha roupa e isso iludiu-me, deu-me o cheiro de que algo podia ali nascer. foi então duas noites depois que percebi que tinha sido apenas uma. e nessa mesma noite encontrei-te por mero acaso. o espanhol pediu-me isqueiro e quando olho para trás ele está a acender o teu cigarro. o teu olhar, a tua ternura. abraçamo-nos como ainda amantes, olhamo-nos como velhos companheiros. e conversamos perto, como sempre gostamos. apreciaste e beijaste a minha mão, como se fosse o primeiro dia, no meio de tantos outros que se seguiram. não queria ir embora,mas tive que aproveitar que a chuva tinha passado, como desculpa de não cair na fraqueza de te beijar e amar mais e mais uma vez. lembras-te? quando tínhamos aquelas tardes/noites na tua cama, enrolados, sem areias do tempo? quando mil beijos e carícias e olhares nunca eram o suficiente? éramos o cobertor um do outro, era simples e belo demais. sinto que isso me foi arrancado, como um filho é arrancado de uma mãe. desesperei, mas não podia voltar para trás. volto a dizer-te que te dou muito valor e que te acho mesmo boa pessoa, apesar de não termos concordado em relação ao nosso envolvimento. és tão genuino, aprendi tanto contigo. entristece-me profundamente não poder estar ao teu lado, mas sorrio largamente para o que deixaste dentro de mim. é também dentro de mim que o quero tirar. depois de te olhar e do nosso longo abraço de despedida, arrependi-me pela primeira vez na vida, de tantos anos de vida. de ter possuído outro corpo nesta altura, que não o teu. senti-me suja porque não fui a única, senti-me desrespeitada porque não sou uma rapariga que ele conheceu há dois dias, há historial. senti que tu sim és transparente, para minha alegria e desgraça. és o meu amor, por muito que vás para longe 1000 kms, há uma pedaço dentro de mim que te pertence. agradeço-te por isso e acredito que daqui a 1 mês, 1 ano, 20 anos, uma vida, seremos capazes de nos abraçar da mesma forma.


(a minha cabeça tem tantas frases soltas que só escrevendo é que começa a fazer sentido. ah! paredes de coura, tirando precalços emocionais, foi genial. mas mais tarde falarei sobre isso eheh)