29.8.09

noites ritual, dia 1

Foge Foge Bandido é sempre amor. Foi a terceira vez que vi, gostei mais no tsb, mais intimista. Mas um letrista como o Manel Cruz enche-nos sempre o coração e as ideias.
De Dead Combo conhecia pouco, mas gostei muito. Pelo facto de ser apenas instrumental, dá azo à nossa imaginação. Por isso dei por mim a imaginar cenários possíveis onde aqueles sons encaixassem. Pensei em filmes de Tarantino e tangos eheh.
Deolinda é fado de mão na anca! Tão giras as histórias introdutórias que a Ana Bacalhau nos narrava! Só não achei piada repetirem os "hits" no encore, simplesmente tinham deixado para o fim. Saí de lá feliz, valeu a pena. estava também uma noite agradável, muita gente conhecida.. Muito bom :) Siga hoje novamente!

3 comentários:

Filósofo de Merda disse...

foge foge bandido não me cativou ao vivo, é apra mim um som melhor explorado em gravação. Dead combo para mim foi o concerto da noite, uma amiga minha e eu partilhamos essa tua opinião acerca do tarantino, também o comentei no concerto. Aguitarra caiu ao fim, viste?


Tive pena de não te encontrar.

Mafalda disse...

Adorava ter ido ver o Manelito... Também gostava de ir ver os Pontos Negros hoje, mas não posso :'(
Diverte-te!

inês chaplin disse...

tenho pena de não ir ás noites ritual :|