30.9.09

custou a adormecer

hoje quis apanhar o comboio para Braga e descobrir a tua morada.. encontraria o teu pai na rua:
- ele não está, viajou.
- certo, muito obrigada..
- sabe, ele é muito imprevisível. consegue sempre surpreender-me!
- a quem o diz.. tenha um bom dia! e parabéns pelo seu trabalho, que admiro muito.
às tantas até tocava à tua campainha:
- ele não está, viajou! és a namorada dele?
- não, Matilde. tu és ainda mais bonita do que ele me descreveu. falava-me muito de ti..
- tenho saudades dele, de quando dançávamos juntos e ele depois adormecia tranquilamente no sofá..
- vê-lo dormir é um prazer. não adormecer e podê-lo observar assim é um privilégio. tenho que ir embora...obrigada!
ou até mesmo:
- sim, está! entra, eu vou chamá-lo..
- obrigada!


- rita!?
- olá! erm.. tinha que te ver.
- queres beber alguma coisa? eu estava ali a ver um filme, se quiseres ponho do início e vemos juntos!
- (abraço apertado) merda, tinha tantas saudades tuas! pensei que isto estava a ser mais fácil do que realmente é..
- eu senti a tua falta, mas sabes que assim é melhor para os dois..
- nisso continuo a não concordar contigo (risos).
- jantas cá? comprei uma lasanha óptima no mini-preço! e faço-te salada sem molho, como tu gostas.. posso pôr milho?


hoje quis apanhar o comboio para Braga e descobrir a tua morada.
hoje quis apanhar o comboio para Braga numa noite de festa e celebrar a vida contigo.

los brazos rotos


de Pedro Almodóvar. ainda o estou a digerir. na verdade, não me deixou particularmente entusiasmada..mas a história é muito boa e o facto de haver um filme dentro do filme, é bastante interessante. Penélope divina, mais uma vez.. sinto que falta algum magnetismo ao enredo. (quanto ao nome do filme em espanhol, já vi "brazos" e "abrazos", lol)

28.9.09

once upon a time in Viana
















mais uma retrospectiva (VIII). muito boas memórias daquele fim de semana.. tive direito a ficar sem um olho e uma narina nas fotografias ahahah. TCAV POWER :D

25.9.09

terry richardson









vi há muitos meses um livro de fotografias dele na fnac e a partir daí, descobri toda uma nova dimensão fotográfica. não tem trabalhos assim tão elaborados, bem sei, mas no campo do pervertido e obsceno, tem ideias muito boas..aprecio o trabalho dele.

24.9.09



a música da bela da tarde.
e as de Beirut na guitarra do João (:

23.9.09


Bill: How do I look?
The Bride: You look ready.

black gives away to blue

novo álbum dos Alice in Chains disponível para streaming:

http://www.alice-in-chains.net/

22.9.09

i am thin and gorgeous!


algum medo.

araki


para mim, um fotógrafo com um trabalho impressionante.

20.9.09

yeah!


arrependo-me TANTO de não ter ido a tempo de os ver em paredes de coura...

19.9.09

the dead weather


ouvi hoje o álbum Horehound e a primeira apreciação que faço é que tem qualidade, mas não foge muito ao óbvio. esta é uma das músicas que gostei muito, bem como a New Pony. uma banda (quase) maravilha.

17.9.09







bebedeira de 5 em tenda de 3. paredes de coura. saudades...muitas

já é vício.

16.9.09


obrigada ao Zappa, que mos mostrou :)

15.9.09

che


hoje foi a 2a parte. está um belo filme. lembro-me que algures no secundário tinha uma pasta e na capa pus um mini-poster com Ernesto Guevara "hasta la vitoria, siempre!"; hoje pensei no assunto e achei-me indigna de usar aquilo, sabendo tão pouco da sua vida e do seu legado. agora sim, sei um pouco mais e admiro-o de verdade.

the doors



de Oliver Stone. acabei de ver agora e ainda estou stoned immaculate! sou muuuuito suspeita, mas só digo que foi um ORGASMO ESPIRITUAL.

14.9.09


The Bride: [in Japanese] Those of you lucky enough to have your lives, take them with you. However, leave the limbs you've lost. They belong to me now.

revi hoje, passados alguns anos. fiquei a gostar ainda mais!

MUAHAHA


"Não estou aqui para salvar baleias, estou aqui para abanar a pila, divertir-me e fazer dinheiro"

- jesse hughes, eagles of death metal

13.9.09

stuck in the middle with you


revi-o, já o tinha visto há muito e não me lembrava de quase nada. não é especial como um Pulp Fiction ou um Inglorious Basterds, mas é Tarantino puro. e confesso que gosto de o ver no ecrã, tem sempre ar de geek-freak ahah. diálogos iniciais bem elaborados e como sempre uma banda sonora fantástica.

Mr. White, Mr. Pink, Mr. Orange, Mr. Brown, Mr. Blue: put the lime in the coconut!

mean streets


Johnny Boy: What's the matter, you too good for this ten dollars? Huh? You too good for it? It's a good ten dollars. Know somethin' Mikey? You make me laugh. You know that?

- o carisma de Robert de Niro é inegável.. quando ele aparece no ecrã, fico completamente absorvida. e depois de Taxi Driver, cheguo à conclusão que a dupla De Niro-Keitel funciona mesmo muito bem. gostei dos ambientes e da banda sonora do filme. como é de 73' tinha alguns problemas de sincronismo e algumas sequências são cansativas, mas gostei bastante da essência. agora quero ver o Raging Bull, também do Scorsese e com o de Niro, li críticas muito boas :).