26.2.10

shutter island


de Martin Scorsese. fui vê-lo ontem, no dia de estreia. já há algum tempo que não ia ao cinema e escolhi-o por ser de um realizador que admiro muito. saí da sala sem saber o que dizer, até mesmo sem saber o que pensar. neste momento, sinto que ainda o estou a digerir. no entanto, posso dizer que tem uma história suficientemente interessante e complexa para nos manter agarrados ao ecrã até ao fim. a ambiguidade parece estar sempre por perto e falo por mim, fiquei até mesmo ao final do filme ainda a acreditar que era possível um outro fecho para tudo aquilo - tal significa, a meu ver, que é uma narrativa muito funcional dentro do género de filme. parece-me que DiCaprio, desde que se tornou o novo "muso" de Scorsese, tem vindo a melhorar de filme para filme. uma coisa que me fez "comichão" foram os (alguns) planos em que o céu mais parecia um cenário de estúdio. na altura fiquei chateada com aquilo, mas agora coloco a hipótese de ter sido propositado, acabando por fazer sentido na narrativa. verificam-se também, ao longo do filme, alguns erros de racord. estes dois aspectos "negativos" não foram esquecidos, mas reforço que poderão até fazer sentido, tendo em conta que o filme é por si só uma constante loucura. digo isto porque tudo o resto me parece muito bem feito, ao pormenor. chego à conclusão de que gostei do filme, mas ainda assim acho que alguns outros aspectos merecem uma reflexão mais profunda da minha parte.

2 comentários:

.christine. disse...

só sei que quero.quero.QUERO ver!:)

(acabei de dar um saltinho ao teu fotolog e amei todas as tuas fotografias de Lisboa.aquele tom..são magia.estão lindas.parabens Rita,pelo optimo trabalho:))
*

Silvana disse...

é um filme que também me chamou muito a atenção, porque também gosto bastante do realizador e pareceu-me ser uma boa história.
depois de ler a tua "critica" estou mesmo com vontade de o ver .)