13.1.10

quero estar ocupada, muito ocupada. ocupada ao ponto de não pensar nisto, faz-me mal. às vezes acho que de tanto bater, um dia o meu coração pára. há aqui dentro alternâncias de desinteresse com demasiada reflexão que me fazem ficar verdadeiramente confusa, até paralisada. mas desistir não será a resposta. não agora, nem amanhã, porque agora.. agora sinto que faço uma ideia do que é viver.

1 comentário:

Renata A. disse...

e essa é a melhor parte pra mim, quando os sentimentos estão mais intensos