26.9.10

trois couleurs

é difícil para mim dizer qual o que gostei mais, todos me dizem algo e concerteza que dirão a todos nós. mas confesso que tenho especial carinho pelo Bleu, acho que me revi na personagem de uma forma mais intensa. esta trilogia representa uma obra inigualável e diria que liberdade-igualdade-fraternidade estão reflectidos de um modo muito interessante, sem nunca cair no óbvio. há aqui um conhecimento da condição humana de louvar e ver isso num filme é precioso e poderoso. não conhecia Kieślowski e a partir de agora irei estar mais atenta aos seus filmes, visto que filma delicada e incrivelmente bem.

1 comentário:

.christine disse...

com a tua análise,fiquei mais do que curiosa.tenho que ver essa trilogia,parece-me muito bem:)*