26.4.10

last tango in Paris

de Bernardo Bertolucci. esperava outra coisa deste filme, achava que o enredo envolvia um romance mais clássico. encontrei a beleza nos pormenores e no simbolismo de certas cenas e diálogos. mas a história não me moveu particularmente, acredito que funcionasse melhor de uma outra forma. mas o universo de Bertolucci é imprevisível e gostei particularmente dos repetidos jogos com espelhos, como espécie de contra-campo de imagem; imagens dúbias e misteriosas, quase a representar fuga.

1 comentário:

b'passarinho disse...

eu AAAAAMO incondicionalmente este filme! tudo nele é perfeito, os diálogos e aquele marlon brando - que tantas vezes me pareceu nesse filme o adolfo dos mão morta.