24.10.09

o homem da câmara de filmar


de Dziga Vertov. uma verdadeira obra-prima. um trabalho de montagem assombroso pela minúcia e sentido de ritmo; um acompanhamento musical brutal, capaz de ritmar ainda mais a força das imagens. arrependo-me de só o ter visto agora e tenho a certeza que se o vir vezes sem conta, vou sempre descobrir algo novo.. saí maravilhada da aula de análise de filmes :)


só para terem uma ideia..

1 comentário:

Ana disse...

É, sem dúvida, muito bom esse filme. Tive a oportunidade de o ver há dois anos atrás também numa aula de Etnografia Visual. Fica-se completamente com outra perspectiva da realidade, fica-se com vontade de perspectivar o real de outra forma :)
Também quero vê-lo outra vez!

Bijous!