12.10.09

c'est toi

pois é, lá ias tu. tinha a sensação que te ia encontrar.. e nem era para apanhar aquele autocarro, mas apanhei. olhei pela janela e vi a tua camisolá grená, juntamente com a tua mochila azul. mas não quis acreditar, não podia acreditar.. depois quando vi o rosto, nem sei. voei porta fora e corri até ti, por entre carros e o metro. gritei o teu nome, mas já me tinhas visto.. conversamos e senti-me tremer, mas tentei controlar-me. que saudades, merda. e no entanto não consegui mais do que uma conversa relativamente banal.. tinha tanto para dizer (e que não devia dizer, mas queria muito) e não deu. foste embora e quando desci a rua, ao pôr o mp3, começa a dar a Indian Summer: não me controlei, ainda estás aqui à flor da pele. quis voltar atrás a correr, abraçar-te com força. eu que estes dias estava com vontade de apanhar o comboio e te procurar.. afinal tu estavas ali, bem perto e eu não acredito que foi por acaso.. querer não é poder.

1 comentário:

inês chaplin disse...

Já me aconteceu algo parecido :s