17.7.09

Filmlist dos últimos dias:

Twin Peaks de David Lynch
La leçon de piano de Jane Campion
Good will hunting de Gus Van Sant


O filme do David Lynch: gostei, muito marado, como é habitual, mas aquém de filmes como Blue Velvet. Já falei com algumas pessoas e disseram-me que a série é bem melhor. Eu acredito, mas tenho mais paciência para filmes do que para séries. No entanto há que dizer que Lynch me consegue pôr em constante sobressalto, com a imagem e som: estamos sempre no impasse do que vai acontecer a seguir.
O Piano é um filme naturalmente belo, uma interpretação brilhante da actriz principal, muda e obrigada a utilizar linguagem gestual, enquanto a sua grande forma de expressão era tocar piano. Em termos de filmagens, não há nada de extraordinário, a história e a narrativa são os grandes incentivos do filme. Um drama fluido, sem aquela lamechice pegajosa e irritante.
O bom rebelde é um clássico, não sabia que era do Gus Van Sant. Podia ser uma filme de "domingo à tarde" (o que não me costuma agradar), porque na verdade é básico, apresenta ideias já patentes em muitos outros filmes. Fica a ganhar pelas boas interpretações.

4 comentários:

adriana. disse...

o unico filme que vi de david lynch foi um que um senhor tinha um filho que era um aborto. nem sei qual é o nome mas só gostei dos efeitos sonoros que são mesmo marados. o piano tenho em casa mas nunca vi e o bom rebelde ja vi e gostei muito porque entra o robin williams:)

fi, disse...

eu tinha o bilhete para ir ao coliseu, pq comprei o pack de fãs, mas não fui. deve ter sido mesmo mágico. *.* acabei por o ver cá na Madeira, onde ele estreou algumas músicas e vi-o na queima em Aveiro e no Porto. :)*

pudim. disse...

sim, eu vou-me deixar ir x)

Carolina disse...

o bom rebelde é um filme fantástico